>>>Amesterdão, uma capital acolhedora para os mais jovens
Foto: Mads Boedker/visualhunt.com

Amesterdão, uma capital acolhedora para os mais jovens

De uma praça cheia de telhados pontiagudos e carrosséis gigantes a um zoo de micróbios. O universo das crianças gira em bicicleta pelas ruas de Amesterdão.
B

icicleta, elétrico ou barco? Uma vez decidido o meio de transporte, Amesterdão torna-se um território infantil. É fácil conquistar a acolhedora e compacta capital holandesa, onde a história se torna interativa, os moinhos de ventos ainda funcionam e onde se agradece o reduzido tráfego automóvel.

A água também acompanha os visitantes a cada passo. O labirinto de mais de 160 canais que se entrecruzam por toda a cidade oferece uma oportunidade para navegar em direção à aventura a bordo de uma embarcação. Conhecida como a Veneza do Norte, Amesterdão está cheia de avenidas aquáticas atravessadas por pontes com casas-barcos pitorescas nas suas margens e cisnes que vivem nas águas dos canais. É possível combinar o itinerário turístico dos hot spots da cidade com um passeio pelos principais canais – Singel, Herengracht, Prinsengracht e Keizersgracht – incluindo um lanche a bordo. As deliciosas tortas que o cruzeiro Pancake Boat oferece saciarão o apetite dos pequenos marinheiros.

Sillas voladoras en plaza Dam
O centro de Amesterdão também oferece uma zona coberta de jogos como o Tun Fun, um parque de atrações situado numa antiga passagem subterrânea.

Mini foodies

As crianças holandesas gostam muito das ‘bitterballen’, uns saborosos croquetes de carne que se podem provar no De BallenBar, no interior do mercado de alimentos Foodhallen. As melhores batatas fritas da cidade são preparadas no Frietsteeg, com mais de 20 molhos diferentes. E para sobremesa não podem faltar as tortas do Pannenkoekenhuis Upstairs, uma pequena cafetaria com um toque de conto de fadas.

Já em terra, o centro de Amesterdão ilumina-se e enche-se de histórias muito para além das famosas luzes vermelhas. Os elétricos deslizam pelas principais avenidas da cidade e multiplicam as suas paragens para dar lugar ao divertimento e à imaginação. Na concorrida praça Dam, a visita aos edifícios mais emblemáticos, como o Palácio Real e o obelisco do Monumento Nacional, completa-se com espetáculos gratuitos de marionetas e atrações ocasionais de carrosséis e rodas-gigantes.

 

Mas a rainha dos transportes para se deslocar em Amesterdão é sem dúvida a bicicleta. Mais de sessenta por cento da cidade possui ciclovias. Os pais hipster vão ficar encantados por poder pedalar com os seus filhos pelas ruas de Amsterdam Leste, onde se desenrola a ação mais cool e moderna da capital. Além do renovado parque público Oosterpark, neste bairro encontra-se o Tropenmuseum, um interessante museu antropológico que exibe uma coleção de 175 000 objetos curiosos e oferece exposições interativas. O seu museu júnior, concebido para crianças dos 6 aos 13 anos, é o museu infantil mais antigo dos Países Baixos.

Pode-se alugar uma bicicleta equipada com um assento para crianças na parte traseira ou no guiador, ou uma bakfiet, com um recetáculo tipo carrinho de mão na parte dianteira.
Pode-se alugar uma bicicleta equipada com um assento para crianças na parte traseira ou no guiador, ou uma bakfiet, com um recetáculo tipo carrinho de mão na parte dianteira.
Foto: Merijn-Roubroeks/Iamsterdam.com

As atividades dentro de portas têm lugar sobretudo nos mais de 70 museus, a maioria dos quais com percursos e propostas específicas para crianças. O Hermitage for Children, no Hermitage Amsterdam, é considerado o maior espaço para crianças num museu dos Países Baixos; o Museu Van Gogh tem itinerários infantis com apoio áudio; e o Rijksmuseum é gratuito para os jovens com menos de 18 anos. A partir dos seis anos, os mais novos podem ainda ao porto onde se situa o museu de ciências Nemo. Este museu, do arquiteto Renzo Piano, é uma construção futurista com a forma de um barco verde, e tem cinco andares para diferentes idades, onde os jovens poderão ensaiar uma infinidade de experiências.

Edificio museo de ciencias Nemo.
Ao lado do museu Nemo encontra-se a réplica de um grande veleiro da Companhia das Índias Orientais que pode ser visitado no interior.
Foto: DigiDaan/Nemo Science Museum

Para além das fachadas altas e estreitas, a natureza floresce nos parques espalhados por toda a cidade. O Vondelpark é o mais central e visitado, tanto pelos locais como pelos turistas. Teatro ao ar livre, um roseiral e postos de aluguer de patins são algumas das propostas para respirar o ar puro nos mais de 47 000 metros quadrados do parque. A visita ao jardim zoológico Artis Zoo – construído em 1838 – transportará os visitantes à ambiência do século XIX, num passeio ao ar livre entre mais de 700 espécies diferentes. No zoo, o museu Micropia vai surpreender as crianças com uma proposta original sobre o mundo invisível dos micróbios. Lavar as mãos no final deste dia atarefado já não irá ser um problema.

Artigos relacionados

Eenmaal: proibido ir acompanhado

Este restaurante de Amesterdão apresenta-se como o primeiro one person restaurant do mundo. Poderá desfruir da comida e passar uns...

Londres tem uma cor especial

E não é precisamente o cinzento. Leve um guarda-chuva (é melhor estar precavido) porque embora o dia ameace com mau...

A cidade mais romântica da China

Conquistou o título de Veneza chinesa. Cerca de 42% de Sucheu está coberta por água e as suas pontes de...

Um continente em busca da capital (artística)

A arte africana reivindica o seu lugar no mundo e consolida-se na Cidade do Cabo, capital da expressão criativa.