>>>As caravanas dos hipsters originais

As caravanas dos hipsters originais

Uma caravana de alumínio, estilo anos 70, avança por um deserto repleto de catos. Não é uma revista de moda nem uma foto antiga. É no presente (nostálgico), a bordo de uma Airstream, pelo oeste dos Estados Unidos.
A

s longas estradas retas da Costa Oeste dos Estados Unidos são mais um estado de alma do que um lugar. Conduzir por este território cheio de ícones da road trip e do wanderlust, como a Rota 66, o deserto de Sedona, Antelope Canyon ou as praias da Califórnia, é uma autêntica ode ao movimento e à aventura. Se a isso juntarmos o trajeto feito a bordo de uma caravana Airstream, a imagem supera a do próprio Dennis Hopper montado na sua Harley-Davidson em Easy Rider.

A marca americana Airstream, pioneira no fabrico de caravanas, sabe muito acerca de viajar e viver em cima de quatro rodas. A engenharia e a aerodinâmica destas roullotes, inspiradas no revestimento dos aviões, é o culminar de mais de 80 anos de experiências e milhões de quilómetros na estrada. Estes veículos futuristas, com a sua característica forma de salsicha de alumínio, sobreviveram aos seus inícios como atrelados, lá pelos anos 30, para se converterem no verdadeiro símbolo da road trip e do design vintage que chegou até aos nossos dias.

Formações rochosas em Monument Valley
O Monument Valley encontra-se numa reserva dos índios navajo.
Foto: mar-bocatcat/unsplash.com

O sonho americano sobre rodas

No livro Living the Airstream Life, a autora Karen Flett inspira-nos com o testemunho de designers e viajantes que encontraram o seu lar e o seu coração na Airstream. Um interessante percurso pela história da marca com fotografias, novas e vintage, das pessoas que na vida real habitam e viajam numa caravana Airstream.

O seu inventor, Wally Byam, era um jovem empreendedor que impulsionou o caravaning de grupos de viajantes com os mesmos gostos, como a forma mais emocionante e livre de conhecer o mundo. Uma filosofia muito presente nas décadas de 40 e 50 nos Estados Unidos, quando a geração beat, formada pelos primeiros hipsters – o termo foi criado nos anos 40 para designar os jovens modernos apaixonados pelo jazz –, começaram a sair para a estrada em busca das intermináveis retas que atravessam os estados da Califórnia, Utah e Arizona.

Viajar em caravana pela costa dos Estados Unidos é recuperar a antiga liberdade de improvisar o trajeto, dormir no meio da natureza mais inacessível ou parar em qualquer ponto do caminho. Tanto dentro como fora dos parques nacionais existem campings para passar a noite. Em alguns estados, como no Arizona, há também zonas de boondocking, umas áreas livres que permitem pernoitar em qualquer tipo de veículo.

Camping de caravanas Airstream
Uma caravana Airstream foi adaptada pela NASA para manter em quarentena a tripulação da Apolo 11, depois do regresso da Lua em 1969.

Las Vegas serve como ponto de partida em direção ao vasto deserto americano. A partir daí acede-se à mítica Estrada 66 – meca dos outsiders e poetas das décadas de 60 e 70 – que oferece agradáveis paragens em estações de gasolina e letreiros luminosos retro em cidades semidesérticas. Após um pequeno trecho de autoestrada, a estrada conduz os viajantes até ao Grand Canyon, uma impressionante garganta de terra vermelha, resultado de milhões de anos de erosão do rio Colorado, que se abre ao longo de 446 quilómetros. O mais recomendável para apreciar o impressionante panorama deste lugar é estacionar a caravana e fazer um passeio de helicóptero.

A ponte Bixby na estrada em direção ao Big Sur
A ponte Bixby, de 85 metros de altura, é o início do trajeto da Highway One que percorre o Big Sur.

A partir do Grand Canyon, antes de seguir viagem para norte em direção ao Utah, vale a pena fazer um desvio até ao deserto de Sedona. Um destino mítico de xamãs, montanhas vermelhas, vórtices energéticos e lojas que vendem cristais mágicos. Para além das histórias do outro mundo, Sedona oferece experiências mais tangíveis, como saborear a cozinha do restaurante Cress on Oak Creek, com pratos que parecem saídos de um conto de fadas e regados com vinhos do Valle Verde.

Ao avançar pela estrada panorâmica de Desert View Drive, as janelas ovaladas da caravana enquadram árvores joshua tree, planaltos alaranjados e comboios de mercadorias infinitos. Tudo isto até chegar aos montes e rochas do Monument Valley, uma paisagem fronteiriça entre o Utah e o Arizona, protagonista de numerosos westerns. Já no Utah, Zion Canyon revela tesouros naturais como o estreito canyon de Virgen River e o desfiladeiro dos Narrows.

De regresso à costa, pode-se conduzir sob a beleza crua das noites do deserto até chegar a São Francisco, onde a estrada que segue pelo Big Sur, entre a cordilheira de Santa Lucía e o Oceano Pacífico, leva os viajantes até Los Angeles. Mas, entretanto, ainda há milhares de quilómetros de jornada pela frente. Com a Airstream não há fim de vida útil programada, já que os modelos antigos dos anos 40 continuam ainda hoje na estrada. Como escreveu Saramago: “O fim de uma viagem é apenas o início de uma outra”.

Artigos relacionados

Nashville, ‘Music City’

A meca do country não vive da sua história lendária. Músicos como Taylor Swift ou Keith Urban vivem nesta cidade,...

Um hotel no céu de Manhattan

The Beekman, atualmente gerido pelos hotéis Thompson, foi construído em 1881 como um dos primeiros arranha-céus de Nova Iorque. Este...

Miami é capital da música eletrónica

A capital do sol é também a do som no Ultra Music Festival de Miami, o evento do ano de...

Las Vegas aposta no vermelho

É possível visitar a ‘cidade do pecado’ sem cometer nenhum: nem se casar disfarçado de Elvis, nem jogar tudo na...