>>>Baleares: vinhos de sol e água
O clima quente e húmido das Baleares favorece o cultivo da videira.

Baleares: vinhos de sol e água

Não são Rioja, nem Ribera e nem precisam. Os vinhos das Baleares vivem de história e de novos viticultores, numa combinação inovadora com vista para o Mediterrâneo.
O

vinho é a luz do sol, unida pela água”. Esta afirmação de Galileu Galilei assenta como uma luva nos vinhos das Ilhas Baleares. Com 300 dias de sol por ano, este arquipélago em pleno Mediterrâneo reúne as condições ideais para o cultivo da videira.

De todas as ilhas, Maiorca, a maior, possui a maior tradição vitivinícola. O cultivo da videira começou por volta do ano 123 a.C. quando os navegantes fenícios e gregos atracaram os barcos na ilha. O consumo disparou sob o domínio do Império Romano e Maiorca converteu-se numa das regiões de produção mais importantes, exportando vinho para outros territórios do Império. Uma história de sucesso que se prolongou durante dois mil anos, contornando até as proibições durante o domínio árabe, até que no século XIX a filoxera acabou com muitos dos vinhedos da ilha. O efeito desta espécie de mosquito foi tão terrível que foram necessários 100 anos para restaurar a produção de vinho.

A vine under the sun.
A adega Binifadet, de Menorca, possui um wine bar e restaurante.
Foto: ©Binifadet

Menorca também quer ser vitivinicultora

Em Sant Lluis, no sul de Menorca, encontramos as vinhas de Binifadet, uma adega que deu os seus primeiros passos em 2004 e que atualmente consegue produzir um pouco mais de 100 mil de garrafas por ano. As suas portas permanecem abertas para visitas guiadas e provas de vinhas, entre abril e novembro.

Nos anos 80, o vinho made in Maiorca voltou a ganhar o impulso que vivera séculos antes. Mas agora apoiado pelos novos recursos técnicos na colheita, na produção e na distribuição do produto. Atualmente, as Baleares florescem no mapa vitivinícola espanhol, com o impulso de jovens produtores. É o caso da 4Kilos Vinícola, criada em 2006 por Francesc Grimalt, responsável pelo resgate da variedade de uva Callet, e Sergio Caballero, um dos cofundadores do festival Sonar. Iniciaram a sua aventura na garagem de um amigo viticultor e com poucos meios conseguiram produzir o 4Kilos 2006, que foi comercializado pela primeira vez em 2008. As vinhas estendem-se por vários municípios do sul e norte da ilha, pelo que não pertencem a nenhuma DO (Denominação de Origem).

 

Bárbara Mesquida está por detrás de outro dos projetos que estão a nascer na ilha. Pertencente à quarta geração de uma família de vitivinicultores, Bárbara iniciou com o seu irmão uma nova aventura, em 2012, com o selo Mesquida Mora. Apostam na agricultura biodinâmica para obter uma terra saudável. Os seus vinhos, tintos, brancos e rosés, são comercializados como Vinhos da Terra de Maiorca.

Wine bar in the Bodegas Binifadet winery
O nome de 4Kilos provém do investimento inicial (em pesetas) dos seus dois sócios.
Foto: ©4Kilos Vinícola

Além das diferentes referências de Vinhos da Terra, as Baleares possuem duas DO, Binissalem e Pla i Llevant (ambas em Maiorca). A primeira reúne várias adegas do centro da ilha, onde são comuns três tipos de uva: Manto negro, Callet e Moll. A esta DO pertencem adegas como a de Antonio Nadal, José Luis Ferrer, Jaume de Puntiró ou Celler Albaflor Vins Nadal.

Pla i Llevant, por sua vez, agrupa 18 municípios e tem inscritas 13 adegas e 67 viticultores, que somam um total de 444 hectares de vinha. Entre as de maior renome encontram-se as de Miquel Gilabert, Finca Es Fangar e Bodegas Bordoy. O clima desta região é tipicamente mediterrânico, com temperaturas amenas no inverno e calorosas no verão. As vinhas, no sul da ilha, encontram-se a menos de 100 metros de altura, quase ao nível do mar. Nas Baleares os vinhos são de sol e água. Já dizia Galileu.

Artigos relacionados

Formentera: o éden aberto todo o ano

Bem-vindo ao paraíso, afirma o slogan de ses Illetes. E bem pode orgulhar-se. A praia mais famosa de Formentera combina...

Serra de Tramuntana, inspiração das alturas

Parece um sacrilégio falar de Maiorca sem mencionar as suas praias. Mas não é. A maior das Ilhas Baleares também...

Ibiza torna-se íntima

A capital mundial da festa pode transformar-se num oásis só para dois. Mostramos-lhe o lado menos conhecido da ilha da...

Serenar em Menorca

Bem-estar para o corpo e para a mente, escapadelas detox para desligar da rotina e do ruído. A ilha de...