>>>Barcelona: beija-me muito

Barcelona: beija-me muito

Descubra o lado menos conhecido de Barcelona. Por trás da sua pose de cidade cool, a capital catalã esconde um lado amoroso com jantares sob as estrelas e brunchs que se retardam para podermos passar mais tempo aconchegados entre os lençóis.
N

ão é a cidade do amor, mas sim a dos que amam, e a do nervoso miudinho do primeiro encontro. É a cidade para se acabar a beber vinho até às tantas da noite e para descobrirem juntos alguns recantos secretos do Bairro Gótico. Barcelona é perfeita para uma aventura urbana, entre bares de design e ruas cheias de história(s).

Um dos lugares mais românticos e (já não tão) secretos de Barcelona são os bunkers do Carmelo, um miradouro improvisado entre as ruínas de uma bateria antiaérea da Guerra Civil espanhola. Encontram-se na colina do Turó de la Rovira, a 262 metros de altura, e desde 2011 este espaço é considerado património da cidade pela sua importância para a memória coletiva. Oferecem uma das melhores vistas de Barcelona, sobretudo ao entardecer. O único inconveniente é que provavelmente terão de partilhar o momento com vários outros casais que tiveram a mesma ideia.

Chico en los Bunkers del Carmel
Para chegar em transporte público ao miradouro dos bunkers do Carmelo, o ideal é apanhar o autocarro da linha V17 ou da 24.
Foto: Toa Heftiba/Unsplash

O São Valentim catalão

A 23 de abril celebra-se o Sant Jordi, a verdadeira festa dos apaixonados na Catalunha. Os casais trocam entre si livros por rosas e as ruas enchem-se de bancadas de venda de flores e de livros, especialmente em La Rambla.

Uma alternativa mais intimista é a proposta do Observatório Fabra, de um jantar sob as estrelas no observatório astronómico do Tibidabo. O menu foi concebido pelo chefe Miquel Guimerà e a sobremesa é uma conferência de divulgação científica e uma vista ao interior deste edifício de 1904. Outra opção é o tour noturno de La Pedrera, com a possibilidade de jantar no seu elegante café. Além de percorrer diferentes espaços deste edifício projetado por Gaudí, a visita inclui um espetáculo audiovisual com projeções sobre a superfície curva do seu terraço e uma taça de champanhe para terminar o serão.

 

Barcelona também apaixona de dia, e ainda mais quando este começa com um pequeno-almoço para dois no Escribà. Esta icónica pastelaria abriu as suas portas em 1906, embora agora seja o neto do fundador que se responsabiliza por “transformar os sonhos em pastéis”. Estamos a falar de Enrique Escribà, o Willy Wonka catalão, famoso pelos seus anéis de caramelo e bolos de fantasia. Para os que preferem não madrugar, Brunch & Cake oferece um brunch tardio, que se prolonga até às 21:00, de segunda-feira a domingo. Foram eles que trouxeram os ‘cupcakes’ para Barcelona, pelo que o cuqui está assegurado. Embora sem exageros, aqui, como na maioria dos estabelecimentos da cidade condal, o design responde por 50% do seu encanto.

La Pedrera
A La Pedrera (ou Casa Milà) de Gaudí pode visitar-se de dia e noite com um bilhete combinado.
Foto: Tyler Hendy/Unsplash

O estúdio de design de interiores El Equipo Creativo tem grande parte da culpa desta febre pelos espaços bem projetados. Em 2010 assinaram o projeto do restaurante Tickets, o bar de tapas de Albert e Ferran Adrià, e o Blue Wave, um bar de cocktails também da responsabilidade daquele estúdio, foi eleito “o bar mais bonito do mundo”. Uma das suas últimas criações é o espaço gastronómico Tunateca Balfegó, na avenida Diagonal, com o atum vermelho como protagonista, tanto da decoração como dos pratos.

Restaurante Disfrutar
En el menú de Disfrutar no especifican los platos que incluye su propuesta de degustación: la sorpresa forma parte de la experiencia.
Foto: @Adrià Goula

Mas Barcelona não se destaca apenas a nível de design, a sua gastronomia também é variada e abundante. Desde o restaurante AbAC, com três estrelas Michelin, às tabernas de sempre, especializadas no vermut (um vinho macerado com ervas que se toma antes do almoço com um pequeno aperitivo), há opções para todos os tipos de encontros. Para o primeiro? Umas tapas no Born, na adega La Puntual. Para o segundo? Um jantar no restaurante Disfrutar, para que se concentrem na vossa companhia.

Para os encontros seguintes, poderão oferecer a si próprios um capricho à luz das velas nas termas de AIRE, situadas num antigo armazém do centro histórico, junto ao Mercado de El Born. Ou simplesmente dar um passeio pelo Laberint d’Horta ou pelo Parc de la Ciutadella, para acabar a fazer um álbum de selfies em frente do mural de Joan Fontcuberta, na praça d’Isidre Nonell. A obra, com oito metros de comprimento e quase quatro de altura, mostra duas bocas prestes a se fundirem num beijo e a inscrição “o mundo nasce a cada beijo”. E Barcelona também.

Artigos relacionados

O bar mais bonito do mundo

A coquetelaria Blue Wave, na nova marina de Barcelona, foi a vencedora dos últimos Restaurant & Bar Design Awards. O...

Barcelona gastronómica

Os especialistas aconselham-nos a fazer cinco refeições por dia, o que perfaz um total de dez refeições num fim de...

Alguém jantou no ninho do cuco

Ou melhor dizendo, de qualquer ave tropical... porque o que lhe propomos é comer suspenso numa árvore em plena selva...

Diga-me a idade que tem e eu dir-lhe-ei como viaja

Não se viaja da mesma forma aos 20 ou aos 50. A boa notícia é que à medida que perdemos...