>>>O aprendiz das Caraíbas
A praia de Santa Maria, na ilha de Sal, é uma das mais conhecidas de Cabo Verde.

O aprendiz das Caraíbas

As ilhas de Cabo Verde são as novas Caraíbas africanas. Dez ilhas, a 700 quilómetros de Dakar, que se podem converter numa alternativa perfeita às Canárias durante o frio do inverno europeu.
Q

uando o nome da sua capital é “Praia” só há duas opções: ou é um destino de praia ou gostaria de o ser. No caso de Cabo Verde deparamo-nos com ambas as situações: é um destino de areia e sol, mas tem o encanto dos lugares pouco explorados pelo turismo. Gradualmente, vai-se abrindo ao mundo para se mostrar como um oásis com muito para oferecer no meio do Atlântico. Estas dez ilhas atraem cada vez mais visitantes e competem com o vizinho Senegal pelo título de “Caraíbas africanas”.

Na sua capital – Praia – há algumas praias, como Prainha e Quebra Canela, as mais acessíveis a partir da cidade. No entanto, as melhores encontram-se nas ilhas do Sal e da Boa Vista. A primeira, de origem vulcânica, é a mais turística. Nesta está o aeroporto internacional e dispõe de uma dezena de resorts, onde se pode alojar para umas férias de luxo. As suas paisagens áridas contrastam com o azul-turquesa das águas. Esta falta de vegetação está muito relacionada com a proximidade com o deserto do Saara, com o qual partilha a latitude.

 Praia, Cabo Verde
Além das praias, a principal atração turística é o centro histórico, o bairro de Plateau.

O verde de Cabo Verde

Costuma-se dizer que Cabo Verde não é nem um cabo, nem verde. Mas isso só é verdade para quem não visitou Santo Antão. É a segunda maior ilha do arquipélago e tem os melhores percursos de caminhada, entre vales e crateras.

Não obstante, uma vez na orla da praia de Santa Maria, o deserto não pode ficar mais longe. Santa Maria convida à tranquilidade e à contemplação, a deixar-se embalar pela morabeza de Cabo Verde. Esta palavra, derivada do português, a língua oficial além do crioulo, existe para definir “sentimentos calorosos” como a hospitalidade, a beleza interior, o amor… tal não é incompatível com a sua outra face, a da adrenalina e dos desportos náuticos. Nos seus 8 quilómetros de areia há espaço mais do que suficiente para o kitesurf, o windsurf, a pesca e o mergulho.

Mas nem tudo são praias de areia fina. O terreno vulcânico possibilitou recantos como Buracona, uma baía onde a erosão originou piscinas naturais, protegidas por gigantescas rochas basalticas. É o lugar mais original para tomar um banho, assim como as salinas da Pedra do Lume, a outra grande atração da ilha do Sal. Este curioso lugar ocupa a cratera de um antigo vulcão e é a razão pela qual o nome da ilha foi alterado, antes conhecida como Llana. A elevada concentração de sal faz flutuar os visitantes que mergulhem nas águas rosadas.

Santo Antão, Cabo Verde
Santo Antão tem três picos que superam os 1800 metros. O mais alto é o Topo da Coroa.

Para continuar a chapinhar à vontade, desta vez no oceano Atlântico, a praia do Estoril é uma das mais recomendáveis. Situada na ilha da Boa Vista, tem 1 quilómetro de comprimento e fica a sul da capital, Sal Rei, protegida do vento por um pequeno ilhéu. É um dos tesouros à escolha da Boa Vista, com 55 quilómetros de praia.

Praia da Chave
Os desportistas frequentam a praia da Chave e a de Atalanta, na Boa Vista, onde o windsurf se pratica diariamente.

Santa Mónica, cujo nome se deve à sua semelhança com a da Califórnia, é uma das mais inacessíveis e, portanto, quase virgem. A da Cruz é o contrário, os seus quiosques e bares contribuem para o bulício e animam o ambiente. A Baia das Gatas é a preferida dos golfinhos, que também não querem perder a beleza das novas Caraíbas africanas.

Artigos relacionados

Yorkshire é o domínio das Brontë

Passaram 200 anos desde o nascimento de Charlotte Brontë, mas os campos desertos do norte de Inglaterra, como em qualquer...

Ibiza torna-se íntima

A capital mundial da festa pode transformar-se num oásis só para dois. Mostramos-lhe o lado menos conhecido da ilha da...

St. Andrews, aberto para jogar

Acontece apenas duas vezes por ano. Não é nenhum fenómeno meteorológico, mas os aficionados pelo golfe assinalam a vermelho no...

Um bosque de pedra

Se procura um lugar para se resguardar do sol não vá ao bosque de Shilin.