>>>Serra de Tramuntana, inspiração das alturas

Serra de Tramuntana, inspiração das alturas

Parece um sacrilégio falar de Maiorca sem mencionar as suas praias. Mas não é. A maior das Ilhas Baleares também oferece alternativas de interior: encontrar as musas das alturas percorrendo os miradouros da Serra de Tramuntana.
O

s fotógrafos e os cineastas sonham em capturá-lo. É conhecido como raio verde: um fenómeno atmosférico que ocorre ao entardecer, olhando o horizonte, onde o mar e o céu se fundem. O escritor Julio Cortázar, seguindo as indicações de Julio Verne, investigou o fenómeno até conseguir observá-lo e criar sobre ele um conto. Foi na Serra de Tramuntana onde ocorreu a magia.

Nesta serra que marca o noroeste de Maiorca (Espanha) não é preciso chamar as musas: elas aparecem sozinhas nos seus quase 100 quilómetros de caminhos e picos e pelos seus 20 municípios, tão inspiradores para tantos artistas. Como Frédéric Chopin, que se instalou em Valldemossa, uma destas aldeias serranas e onde hoje podemos visitar um museu dedicado à sua figura e música. “É o lugar mais belo do mundo”, disse o músico.

Torre del Verger, Serra de Tramuntana.
A Serra de Tramuntana foi declarada Paisagem Natural em 2007.

A rota de um arquiduque

O arquiduque Luís Salvador da Áustria adquiriu, em finais do XIX, várias quintas em Maiorca que hoje formam uma rota conhecida como “Camí de S’Arxiduc”. Começa em Valldemossa e passa pelos cumes mais importantes da Serra de Tramuntana, além de outros lugares que também lhe pertenciam como o Mosteiro de Miramar.

Para inspirar-se na Tramuntana é preciso perder-se e conquistar altitudes que chegam quase aos 1500 metros; passear de miradouro em miradouro com o mundo aos pés. Imprescindível para uma visão de ave é escalar os dois picos mais importantes, Puig Major d’en Torrella e Massanella, com quase 1500 metros.

Em ses Ànimes (o miradouro das almas), perto da localidade de Estellencs, no sul da serra, existe uma torre de defesa construída em 1579. Declarada Bem de Interesse Cultural, reza a lenda que as almas dos defuntos vagueiam pela zona. Embora sejam os vivos quem deve ter cuidado nesta falésia sobre o mar, no caso de sofrerem de vertigens.

Sa Creueta , Cabo de Formentor.
O miradouro de Sa Creueta está a 230 metros acima do mar.

A vista também é impressionante no miradouro de Sa Creueta, em Formentor. Situado próximo do Port de Pollença, daqui podemos vislumbrar a ilhota de Colomer e Cala Bóquer, esta com pequenas palmeiras que enchem a zona antes de uma praia virgem com 80 metros. O miradouro de Sa Foradada, entre Valldemossa e Deià, deve o seu nome à rocha cujo buraco se converteu num dos maiores atrativos da serra. Uma fotografia ao entardecer é fonte de inspiração para qualquer instagrammer.

Valldemossa, en Mallorca.
Ruelas a pique, fachadas de pedra e vegetação frondosa compõem o cartaz turístico de Valldemossa.

O miradouro de ses Barques, entre Sóller e Fornalutx (considerada uma das aldeias mais bonitas de Espanha), é o preferido entre os caminheiros, por ser o ponto de partida para muitas rotas. Aquela que vai até Clot de Déu e ao montículo fortificado de Son Marc é um caminho ziguezagueante entre rochas de altura vertiginosa. Outros lugares permanecem intactos à passagem do tempo, como a ermida do Pare Catany, em Puig de Muleta, sobre um cume considerado “a montanha sagrada de Sóller”.

Quem também se rendeu aos encantos desta serra foi o célebre autor de Eu, Cláudio, o britânico Robert Graves. Em 1929 instalou-se na aldeiazinha de Deià e a sua antiga casa foi convertida em museu para preservar o seu legado cultural em Maiorca. De Gabriel García Márquez a Peter Ustinov, passando por Ava Gardner, Winston Churchill ou Audrey Hepburn, muitos artistas e personalidades passaram por esta serra em busca de inspiração.

Artigos relacionados

Ibiza torna-se íntima

A capital mundial da festa pode transformar-se num oásis só para dois. Mostramos-lhe o lado menos conhecido da ilha da...

Baleares: vinhos de sol e água

Não são Rioja, nem Ribera e nem precisam. Os vinhos das Baleares vivem de história e de novos viticultores, numa...

Serenar em Menorca

Bem-estar para o corpo e para a mente, escapadelas detox para desligar da rotina e do ruído. A ilha de...

Ibiza e Formentera, pedalar contra os estereótipos

Além da diversão noturna e das enseadas idílicas, dignas do Instagram, Ibiza e Formentera apresentam-se para os amantes do cicloturismo...