>>>Um fim de semana low cost em Londres

Um fim de semana low cost em Londres

Tem fama de ser uma das cidades mais caras da Europa, mas é também a que oferece mais planos gratuitos. Apresentamos-lhe aqui alguns truques para poupar na capital inglesa.
V

isitar o Museu Britânico ou assistir a um monólogo no The Camden Head não lhe custará nada. Estes são truques que qualquer londoner conhece e que queremos partilhar consigo. Alguns outros são de principiante, como evitar os táxis e o fish and chips nas zonas turísticas. Outros requerem um nível pró-ativo, como estudar previamente a agenda londrina para fazer coincidir a visita com algum evento gratuito, por exemplo com o Winter Lights Festival no Canary Wharf. Estas são algumas ideias para aproveitar ao máximo a estadia na cidade do punk e do chá. Não se preocupe com o valor reduzido do seu orçamento, Londres tem sempre algo para si.

Double Decker frente ao Big Ben
Foto: Mariana Martin
'Mind the gap' e outros conselhos para se deslocar por Londres

A forma mais cómoda de descobrir a cidade é a bordo de um dos seus double-decker. Poupa no autocarro turístico e pode gabar-se de ter andado num dos ícones de Londres. Existem várias rotas, mas as mais recomendáveis são as do n.º 11, que passa pelo Parlamento, pela Abadia de Westminster e pela Catedral de St. Paul, e a n.º 9, que percorre os bairros mais famosos da capital. Outras opções para se deslocar na cidade são o aluguer de bicicletas da Santander Cycles, que por duas libras lhe permite conhecer a cidade sobre duas rodas, e, claro, o metro (the tube), que alegra os londrinos todas as manhãs com divertidas mensagens nos seus painéis informativos (não só o clássico mind the gap).

The Globe
Foto: Carlos Luján
Uma sessão na capital do teatro

West End é a Broadway londrina e assistir a alguma das suas obras é um must para os amantes dos musicais. Podem-se conseguir entradas com desconto comprando-as online com antecedências ou no TKTS em Leicester Square no próprio dia do show. Também se pode optar pelos clássicos do The Globe, o teatro de Shakespeare, que vende entradas por apenas cinco libras para algumas das suas sessões. O único inconveniente é que não se poderá sentar, mas estará mais perto do que nunca dos atores.

Camden Street Food
Foto: Carlos Luján
'Street food' para estômagos exigentes

Costuma ser a opção mais barata, mas nem por isso a de menor qualidade. Em Londres, a oferta de street food é variada e internacional, desde os tacos mexicanos do Taco Dave aos dumplings do The Gyoza Guys. Os que além de qualidade querem quantidade, não devem perder o encontro ao domingo no Brick Lane Market para provar a sande de costeletas do The Rib Man. Costumam esgotar, pelo que é conveniente chegar cedo para saborear as “melhores costeletas da cidade”. Há também aqueles que começaram na rua e agora têm local próprio, como o Bao. O seu estabelecimento está no Soho, mas continua a manter a essência e o preço.

 

Sky Garden
As vistas mais acessíveis

Não é preciso pagar muito para ver Londres das alturas. A entrada no Sky Garden, no quarto andar do edifício Walkie-Talkie, é gratuita mas a experiência vale ouro: uma vista panorâmica de Londres de 360 graus, entre plantas e flores exóticas. É o jardim público mais alto de Londres e uma das vistas imprescindíveis para os viajantes económicos. Outras opções incluem o terraço do edifício New Change, junto à catedral de St. Paul, ou Primrose Hill, para os que preferem o ar livre aos arranha-céus da City. Aqueles que procuram um meio termo devem visitar o terraço do Queen Elizabeth Hall Roof Garden numa tarde de primavera.

Primrose Hill
Foto: Carlos Luján
Mercados e jardins: aposta segura

Os programas mais simples costumam ser os melhores. Pode ser um piquenique em Hampstead Heath, com 320 hectares de bosque e pradarias, um mergulho de verão no Serpentine Lido (Hyde Park) ou uma tarde em qualquer um dos mercados que dão cor às ruas londrinas. Há mercados de todo o tipo: o de livros em South Bank, perto de Waterloo, o Borough Market ou Leather Lane para foodies, Old Spitalfields para amantes da moda… Outra ideia é deixar-se perder entre as montras do Harrods. Porque sonhar também é grátis.

Artigos relacionados

Tea time no autocarro

O programa mais british encontra-se a bordo de um double-decker vermelho. Chá com biscoitos e um passeio pelas principais ruas...

Capital europeia do cinema

Foi cenário de intrigas, guerras e romances no grande ecrã, mas de perto impressiona muito mais. Percorremos Londres para lhe...

O melhor bar do mundo

Artesian, o bar do Langham Hotel em Londres, foi distinguido ao longo de quatro anos consecutivos como o melhor bar...

A metamorfose de Londres

A capital inglesa não para de se reinventar para continuar a ser o de sempre: um ícone da modernidade. Uma...