>>>Ushuaia , vamos até ao fim do mundo

Ushuaia , vamos até ao fim do mundo

Já não tem desculpa: pode cumprir a promessa de levar a sua cara-metade até Ushuaia, na Argentina, a cidade mais austral do planeta.
S
er considerado o “Fim do Mundo’ é um título que a Argentina e o Chile disputam há mais de 100 anos. Os chilenos defendem que Puerto Williams é a povoação humana mais perto do polo sul. Os argentinos consideram que se trata de uma unidade militar e não de uma cidade, ao contrário de Ushuaia, por muito que esta se encontre 10 km mais afastada do ponto mais austral.
Ushuaia, uma das cidades menos poluídas do mundo, encontra-se nas margens do Canal Beagle.
Um sistema de passadiços aproxima os caminhantes da Baía Lapataia.

Navegar até ao fim

Um catamarã com aquecimento vai transportá-lo pelo Canal Beagle, do porto de Ushuaia até ao farol Les Éclaireurs. O passeio continua pela Ilha dos Lobos-marinhos e pela Ilha dos Pássaros.

Foi fundada em 12 de outubro de 1884 pelo oficial da marinha argentino Augusto Lasserre, quando os ingleses lhe concederam o território da baía. Atualmente, a cidade, com mais de 60 000 habitantes, tem o segundo porto mais ativo do país. Rodeada pelos Montes Martial, situa-se no extremo sul da Ilha Grande da Terra do Fogo. Ushuaia também se tornou popular devido à sua prisão, construída no início do século XX e que foi convertida no atual Museu Marítimo e do Presídio. Na visita a este museu peculiar é possível conhecer as condições em que viviam os presos enviados, literalmente, para o fim do mundo.
A 11 km da cidade encontra-se o Parque Nacional Terra do Fogo, a mostra mais austral do bosque andino-patagónico, com mais de 63 000 ha. Pode aceder ao parque pela Estrada Nacional número 3 e alojar-se num parque de campismo na zona do Lago Roca. O parque está rodeado pelos Andes, pelo lago Fagnano e pelo canal Beagle. No seu interior pode realizar vários percursos de caminhada, como o da Baía Lapataia, que leva ao ponto mais austral do planeta. Esta baía é um lugar ideal para o avistamento de aves aquáticas, como patos ou borrelhos.
De passeio de barco pelo Canal Beagle é comum ver os lobos-marinhos a brincar.
O glaciar Martial é o outro grande protagonista de Ushuaia. A melhor vista panorâmica da zona pode ser desfrutada desde cima, a 1050 m de altitude acima do nível do mar. A subida do primeiro troço de estrada faz-se em teleférico e, lá em cima, os mais aventureiros podem continuar a caminhada sobre o gelo. No inverno, o glaciar dispõe de um centro de esqui de 56 km, ideal para praticar esqui alpino e atrever-se à prática fora de pista.
Les Éclaireurs é conhecido como o farol do fim do mundo por ser o mais austral do planeta.
Saindo dos limites de Ushuaia encontram-se o Lago Escondido, a 60 km a norte, e o lago Fagnano, a uns 100 km, ambos pela Estrada Nacional número 3. A passagem Garibaldi, na estrada em direção a Tolhuin, oferece as melhores vistas panorâmicas sobre o Lago Escondido. Por sua vez, o lago Fagnano é o maior da ilha do Fogo e é nele que se encontra a Falha de Magalhães-Fagnano, ponto onde se unem as placas Sul-Americana e Scotia.
Em Ushuaia também se encontra o comboio do Fim do Mundo, que realiza o percurso do antigo comboio dos Presos. Recria os últimos 7 km, contornando o rio Pipo, que os presos efetuavam desde a prisão até aos campos onde cortavam madeira. A paisagem do Parque Nacional Terra do Fogo acompanha todo o trajeto. Além disso, o comboio, muito diferente do que inicialmente era, oferece um almoço de luxo que inclui santola, salmão ou borrego marinado com vinho tinto.
Mesmo que seja unicamente por atração turística, deve ir a Ushuaia para poder dizer que chegou ao fim do mundo… mas não diga isto a um chileno.

Artigos relacionados

A última paisagem de The Renevant: O Renascido

A rodagem demorou mais do que o previsto e a neve acabou por se derreter. Foi necessário viajar até ao...

Viajar a toda a cor

Na escola ensinam que a água é incolor, mas os lagos do vulcão Kelimutu vão fazê-lo duvidar seriamente dessa afirmação.

A Veneza da Índia

Embora lhe custe acreditar, em Udaipur sentirá o romantismo veneziano.

Expedição ao reino do gelo

O nome Gronelândia significa ‘terra verde’. Mas se fizermos um cruzeiro pelo Mar Ártico vamos descobrir que a cor predominante...