>>>Tomorrowland: aqui sonha-se
Foto: Scamelot via RemodelHackers / CC BY-NC-ND

Tomorrowland: aqui sonha-se

É o país das maravilhas das Alices de 20 anos e se Charlie fosse adulto esta seria a sua fábrica de chocolate. Bem-vindos a Boom, bem-vindos a Tomorrowland, o Reino da Melodia (eletrónica).
N
em Lady Gaga, nem Adele, nem sequer o Boss, conseguiram pendurar o cartaz de sold out em 40 minutos, o tempo que os bilhetes demoraram a esgotar para assistir a Tomorrowland. O maior festival de música eletrónica do mundo promete aos festivaleiros uma ‘sexta mágica’, um ‘sábado incrível’ e um ‘domingo glorioso’, de 22 a 24 de julho. Dias repletos de música eletrónica, pirotecnia e efeitos especiais, que concentram o conceito mais puro do espetáculo, a 32 km de Bruxelas.
No recinto pode carregar o telemóvel, lavar os dentes num fresh point ou comprar uma almofada.
Foto: Scamelot via RemodelHackers / CC BY-NC-ND

O espelho da Tomorrowland

Milhares de jovens de sete países (México, Índia, Japão, Colômbia, Alemanha, África do Sul e Israel) viveriam ao vivo o sábado incrível, graças à emissão online das atuações no palco principal. O festival pretende reforçar assim o sentimento de unidade e convida a “participar na loucura”, quem não tiver conseguido chegar ao Boom.

Tomorrowland é uma daquelas experiências once-in-a-life-time: 70 ha, 17 palcos, mais de 400 artistas, 180 mil espetadores de mais de 200 nacionalidades, 120 foodtrucks… Quem não consegue bilhete tem de contentar-se em vê-lo pela Internet: o aftermovie de 2015 (10.º aniversário do festival) tem 21 milhões de visualizações no Youtube e os de anos anteriores já superam os 100 milhões.
Tomorrowland é um lugar de sonho e é assim que está organizado. Autodenomina-se Reino da melodia e o recinto de acampamento é Dreamville, a efémera cidade de sonho ou vila sonhada, com a chave da felicidade. Atravessar a fronteira é o mais parecido com o cruzar a porta de Narnia ou do reino de Fantasia. Saltimbancos e malabaristas rodeiam os diferentes lagos que salpicam o colorido recinto, turbas de assistentes sobem pela margem do rio que o cruza, enquanto uma roda-gigante gira e a pirotecnia ilumina tudo.
Em Dreamville podemos encontrar desde talhos até joalharias, passando por padarias, supermercados, correios…
Foto: Scamelot via Source / CC BY-NC-ND
Estes elementos marcam cenários de contos de fadas; alguns parecem saídos de um filme da Disney, outros são do mais puro estilo Tim Burton, com forma de vulcão em erupção (cuja lava são fogos de artifício) ou de um extravagante moinho de água gigante. Em cima destes mastodontes (o principal mede 140 m de comprimento por 40 m de altura) brilharão, este ano, os DJ mais venerados nas pistas: Dimitri Vegas & Like Mike, David Guetta, Tiesto, Steve Aoki…
Tomorrowland é território cash free: tudo se paga com a pulseira eletrónica que também serve para aceder ao recinto.
Foto: Scamelot via Source / CC BY-NC-ND
Eles criam a banda sonora de um fim de semana mágico e onírico cujo hino oficial foi composto em 2014 por Hans Zimmer, criador, entre outras, das bandas sonoras de Gladiador, O Rei Leão ou Piratas das Caraíbas. Filmes lendários para a geração do amanhã, que encontra no Boom um centro nevrálgico para celebrar a sua liturgia. Para eles Tomorrowland é “um mundo paralelo ao real”, um lugar onde “correm as lágrimas da alegria e da emoção” e no qual reina “a energia positiva”.
O slogan diz: “Yesterday is History. Today is a Gift. Tomorrow is Mystery” (Ontem é história. Hoje é uma dádiva. Amanhã é um mistério), uma ladainha que partilha essa geração do amanhã, os milhares de jovens que sonham em voltar todos os anos à Fábrica de Chocolate do século XXI.

Artigos relacionados

Paredes que quiseram ser banda desenhada

Los pitufos, Lucky Luke, Astérix, Tintín… Hay una manera diferente de leer cómics, basta con pasearse por Bruselas.

Amor eterno em Bruges

Bruges é uma cidade de contos, de fábulas românticas sobre o amor eterno e de chocolatarias onde o nível de...

Os mil metros mais brilhantes do mundo

Se cada diamante vendido em qualquer parte do mundo fez uma visita a Antuérpia, por que não seguir-lhe o exemplo?

Bruges estreia canalizações… de cerveja

Por baixo da calçada de Bruges corre um refrescante “rio” âmbar espumoso pela primeira canalização de cerveja do mundo que...